Campanha Salarial 2018: Vamos defender o que é nosso!

Data: 20/02/2018

Autor: Fepesp


EDUCAÇÃO BÁSICA

O QUE ELES QUEREM COM ISSO?
 
Começamos nossa campanha com as assembleias de novembro e agora entramos em negociação com o patronal. Pelos prazos e condições, teremos uma campanha de tiro curto - mas de calibre grosso! 
Vamos negociar até 28 de março, daí o tiro curto. Todas as cláusulas de nossas convenções coletivas serão prorrogadas nesse prazo. Mas daí vem o calibre grosso. Temos que estar alertas: o sindicato patronal, o Sieeesp, desta vez apresentou uma dura ‘pauta’ de reivindicações, que parece cópia carbono das maldades embutidas na ‘reforma’ trabalhista.
 
QUEREM TUMULTAR A VIDA DE TODOS NA ESCOLA?
 
O Sieeesp esquece que nossas convenções coletivas, ao longo de vinte anos, foram negociadas e aprimoradas justamente para garantir as relações de trabalho nas escolas. São direitos garantidos para professores e auxiliares, que se sobrepõem às leis da reforma e garantem previsibilidade para a escola, também. Aceitar uma lista dessas quer dizer implantar a brutalidade, quer dizer tumultuar a vida de professoras, professores e auxiliares.  E isso não podemos aceitar!
 
O QUE ESTÁ EM JOGO NESTA CAMPANHA?
 
A ‘proposta’ patronal tem endereço certo: querem aplicar a ‘reforma’ trabalhista na nossa Convenção Coletiva. Querem ver você fraco, estrangular o seu sindicato. Deixar você à mercê do preposto do dono da escola. Defender nossa convenção quer dizer, também, defender nossa união no Sindicato. Nossa força como categoria!